Remédio para enxaqueca

Consulte a lista atualizada de remédio para enxaqueca

Remédios para enxaqueca crônica

Para o tratamento da enxaqueca crônica são recomendados diversos remédios, que agem em conjunto e diminuem as crises, garantindo que a pessoa tenha mais qualidade de vida.

Anti-inflamatórios

Esses medicamentos ajudam a diminuir a sensibilidade do cérebro, interrompendo o processo da dor, provocado pelo desequilíbrio das funções cerebrais e dos mediadores inflamatórios, liberados durante esses episódios.

Ergotamina

Agem no centro da dor e em outras regiões do cérebro. Como são muito potentes, devem ser utilizados com muito cuidado e sempre com orientação médica.

Triptanos

Agem nos receptores de serotonina, aliviando dores intensas. Esses medicamentos, no entanto, perdem o efeito rapidamente quando são utilizados com muita frequência. Desta forma, só pode ser consumidos com um intervalo de 12 horas entre cada comprimido.

Antidepressivos

Controlam a produção da serotonina, a noradrenalisa e a dopamina, regulando os mecanismos que controlam a memória da dor, tendo assim função analgésica.

Neuromoduladores

Os anticonvulsionantes também são muito eficazes no tratamento das enxaquecas crônicas, porque atacam os mecanismos cerebrais que causam as dores, alguns deles com mecanismos semelhantes aos das crises de epilepsia.

Betabloqueadores

Esses medicamentos ajudam no tratamento das enxaquecas crônicas, já que ajudam no controle da pressão arterial.

Remédio para enxaqueca

Remédios para enxaqueca forte

Durante as crises de enxaqueca forte, o tratamento para conter a doença envolve o uso de medicamentos que aliviam as crises, os denominados remédios agudos. Passado o episódio crônico, é importante utilizar medicamentos preventivos, que evitam a ocorrência de novas crises.

Remédios para enxaqueca menstrual

No tratamento da enxaqueca menstrual, as principais recomendações são o uso de analgésicos ou anti-inflamatórios, como o Paracetamol, o AAS, o Diclofenaco ou o Cetoprofeno, sobretudo em casos mais leves.

Quando os episódios de enxaqueca menstrual são muito graves é necessário o uso de remédios específico para enxaquecas, que agem nos vasos sanguíneos cerebrais, como o Isometepteno, a Ergotamina, o Sumatriptano, o Naratriptano ou Zolmitriptano.

Em caso de enxaquecas recorrentes, que diminuem a qualidade de vida da mulher, é possível realizar um tratamento preventivo com a ajuda do neurologista, envolvendo o uso de medicamentos como anti-inflamatórios, triptanos ou, ainda, fazer a reposição de estrogênio dias antes da menstruação.

Remédios para a enxaqueca com aura

O tratamento da enxaqueca com aura deve começar assim que aparecem os menores sintomas de dor, e incluem medicamentos anti-inflamatórios, o uso do isometepteno, dos triptanos e, ainda, dos opioides

Neste tipo de enxaqueca é interessante, também, utilizar medicamentos que previnam a ocorrência de crises, como os antidepressivos tricíclicos, os remédios para pressão alta e os anticonvulsionantes.

Remédio para enxaqueca Sumax

O Sumax é um remédio indicado para o tratamento e alívio de crises de enxaqueca agudas, quando já estiverem instaladas. Por ser muito forte, seu uso não é indicado para a prevenção de crises de enxaqueca em adultos.

Esse medicamento atua nos vasos sanguíneos do cérebro, reduzindo a dilatação destes e ajudando assim a diminuir a dor de cabeça e aliviar os sintomas das crises, como as náuseas, os vômitos e, ainda, a sensibilidade à luz e ao som.

O remédio deve ser tomado imediatamente após o primeiro sinal do aparecimento de uma crise, respeitando sempre a posologia indicada.

Remédios para enxaqueca na veia

No tratamento da enxaqueca, pode ser necessária a administração de remédios na veia, para acelerar sua ação e acabar com as crises, devolvendo a qualidade de vida das pessoas que sofrem com o problema.

Atualmente, todos os remédios utilizados para o combate de crises agudas de enxaqueca possuem versões injetáveis, que devem ser administradas apenas com a supervisão de um médico.

Remédios caseiros para enxaqueca

Chá de camomila

Além das propriedades calmantes e de ajudar a combater a febre, a camomila ajuda também  a reduzir as dores de cabeça, evitando assim os episódios de enxaqueca.

Água de gengibre

Acelera o metabolismo graças aos ingredientes termogênicos e também possui propriedades anti-inflamatórias, acabando assim com as dores de cabeça.

Suco de beterraba, cenoura e maçã

Rica em vitaminas e minerais, a combinação de frutas e legumes estimula a circulação sanguínea, aliviando a dor.

Aromaterapia

O uso de óleos essenciais para as sessões de aromaterapia trazem relaxamento, reduzem a ansiedade, o estresse e também a tensão, fatores que podem causar as dores de cabeça.

Para isso, os óleos de lavanda, alecrim, camomila e menta são os melhores, pois favorecem a tranquilidade da mente.

Alho cru

Com propriedades anti-inflamatórias, o alho cru é um excelente tratamento para quem quer acabar com as crises de enxaqueca. Para isso, basta inserir o alimento em seus pratos.

Remédios para enxaqueca infantil

Para o tratamento da enxaqueca infantil podem ser receitados analgésicos, mas estes medicamentos devem ser dados apenas quando a frequência das crises são superiores a duas vezes por semana, pois a dosagem do remédio costuma ser alta e pode atrapalhar a rotina das crianças.

Remédios para enxaqueca na gravidez

Quando a enxaqueca aparece durante a gravidez, os remédios utilizados para o tratamento são o paracetamol e o sumatriptano, mais seguros. No entanto, seu uso deve ser sempre orientado pelo médico, que informará a dosagem correta.

O que provoca a enxaqueca

A enxaqueca não é provocada por um único fator. Em geral, existe um conjunto de motivos que podem desencadear as crises.

Por exemplo, são razões comuns para o aparecimento de crises de enxaqueca fatores ambientais, alimentares, questões físicas ou hormonais, motivos emocionais ou, ainda, distúrbios ou a falta de sono.

Sintomas da enxaqueca

Além da dor intensa na cabeça, a enxaqueca traz como sintomas enjoos, náuseas, sensibilidade à luz e aos sons, tonturas, alterações de humor, visão embaçada, dificuldade de concentração, alterações de pressão, diarreia, perda de visão e, em alguns casos, perda de memória.

Diferenças entre a enxaqueca e a cefaleia

A cefaleia é uma dor de cabeça que costuma ser o sintoma de outra doença. Em geral, quando tratada sua causa, a cefaleia desaparece.

Já a enxaqueca é caracterizada por episódios frequentes de dores de cabeça e que não tem nenhuma doença como causa.

Remédio para enxaqueca

Como tratar enxaqueca

Para que a enxaqueca seja tratada é necessário se consultar com um neurologista para que seja determinado o tipo de dor e a forma de medicamento a ser administrado, para diminuir a gravidade dos episódios.

Remédio para enxaqueca
5 (100%) 1 voto

Deixe um comentário